.

Acessibilidade

Aumentar Fonte
.
Diminuir Fonte
.
Fonte Normal
.
Alto Contraste
.
Libras
.
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Mapa do Site
.
Acesso à informação
.

De Segunda a Sexta das 9:00 às 17:00 Horas

Idioma

Português

English

Español

Francese

Deutsch

Italiano

Meio Ambiente - Segunda-feira, 15 de Abril de 2024

Buscar Notícia

Notícias por Categoria

“Câmbio Verde” na vila Judite bate novo recorde e troca 7 toneladas de recicláveis por alimentos em Itapetininga

Confira os detalhes


“Câmbio Verde” na vila Judite bate novo recorde e troca 7 toneladas de recicláveis por alimentos em Itapetininga

A Prefeitura de Itapetininga, por meio da Secretaria do Meio Ambiente, levou o programa “Câmbio Verde” à vila Judite, no último sábado, dia 13. Em mais uma edição do programa foram recolhidas 7 toneladas de recicláveis, um novo recorde. O material foi encaminhado para a Cooperita. Com o descarte correto, as pessoas trocaram artigos recicláveis por alimentos.

 

O “Câmbio Verde” é uma proposta inédita na região que promove a consciência ambiental e o reaproveitamento de produtos inservíveis. O programa visa sensibilizar o cidadão sobre a importância de reciclar o lixo produzido na cidade e também levar alimentos às pessoas. O projeto consiste na troca de material reciclável limpo por um quilo de alimento. Além disso, esses artigos podem retornar para a indústria ou serem reutilizados em outros setores, prolongando os limitados recursos naturais.

 

Trabalhar conceitos ambientais, sociais e econômicos é algo bastante desafiador nos dias de hoje. Conforme a Secretaria do Meio Ambiente, cada edição bate recorde na quantidade de materiais coletados e alimentos trocados. A grande essência do programa vem disseminando na população o desejo de colaborar com o desenvolvimento ambiental do município, além de incentivar mudanças de hábitos e conhecimento do meio ambiente.

 

O projeto também envolve educação ambiental de maneira ativa ao ensinar a importância da coleta seletiva e promover a conscientização e a durabilidade e decomposição dos materiais recicláveis durante as palestras nas escolas. Muitas vezes são objetos jogados nas calçadas, no quintal ou esquecidos na casa e que poderiam acabar parando nas nascentes, lagos e ribeirões e até no Rio Itapetininga.

 

Para a troca de alimentos, os moradores levaram papéis, papelão, plásticos, vidros, garrafas PET e latinhas. Durante o evento, os integrantes da Cooperita também participaram do programa. Um caminhão identificado estava no local para o recolhimento dos materiais recicláveis.

 

Dengue e a questão sanitária

 

Além disso, a Prefeitura de Itapetininga avalia que o programa contribui para a pauta sanitária, pois impacta positivamente na redução de focos Aedes Aegypti, mosquito transmissor da Dengue, pois a maioria dos materiais fica acumulada em locais abertos. Conforme os técnicos da saúde, em um único local, a fêmea do inseto chega a colocar mais de 100 ovos. Assim como a Dengue, a Chikungunya, Zika e Febre Amarela também são doenças transmitidas pelo mesmo mosquito.

 

Mais informações

Segundo a Prefeitura de Itapetininga, o “Câmbio Verde” desenvolve a questão socioambiental de forma prática, pois envolve palestra nas escolas e entidades. Para mais informações entrar em contato com a Secretaria de Meio Ambiente por meio do e-mail: seama@itapetininga.sp.gov.br .

215 Visualizações

Notícias relacionadas

Voltar para a listagem de notícias

.

Unidades Fiscais

.
UFM - 2020

R$ 100,76

.
UFM - 2021

R$ 104,70

.
UFM - 2022

R$ 115,87

.
UFM - 2023

R$ 123,36

.
.

Prefeitura Municipal de ITAPETININGA - SP.
Usamos cookies para melhorar a sua navegação. Ao continuar você concorda com nossa Política de Cookies e Políticas de Privacidade.